28 março 2017

Infelizmente Desventuras em Série foi renovada para a 2ª temporada


Devo admitir que ignorei o pedido de Lemony Snicket para não assistir os episódios de Desventuras em Série (série original Neflix) e infelizmente a produtora resolveu fazer uma 2ª temporada sobre os infortúnios dos irmãos Baudelaire.
O próprio autor divulgou a notícia através da carta abaixo
:

Para quem não conhece essa história terrível dos irmãos Baudelaire leia a série de livros completa que foi publicada pela editora Seguinte em um box lindo!

22 março 2017

Resenha: Métrica



Autor : Colleen Hoover
Série: Slammed #1
Editora: Galera Record
304 Páginas

Qualificação: 


SINOPSE
O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina.
Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.

RESENHA

Desde que li “November 9“ me apaixonei pela escrita da autora e pela forma com que me surpreendeu. Confesso que apesar de querer na mesma hora ler todos os livros dela, fiquei com um pouco de receio de não serem tão bons quanto. Já adquiri “O lado feio do amor” e “Talvez um dia” embora já tivesse “Um caso perdido” e não tivesse dado uma chance à autora antes. Me arrependi seriamente depois que passou a Bienal em que nem me interessei em pegar um autógrafo.
O pai de Layken morreu há 6 meses e devido à dificuldade financeira que isso resultou ela precisa se mudar do Texas para o Michigan, onde passa a ser vizinha de Will e Caulden. Caulden logo se torna amigo do irmão de Lake, Kel. Lake se aproxima de Will, um rapaz responsável de 21 anos que precisa cuidar do irmão após perder os pais, e tem todo apoio de sua mãe até ser revelado um fato que pode impedir o relacionamento dos dois.

"Fico o tempo todo entrando ou saindo de cômodos com raiva de alguém. Will desconta nos poemas dele, eu desconto nas portas"

Uma leitura com narrativa em primeira pessoa, divertida que fluiu facilmente onde amei conhecer a POESIA SLAM (daí o título original), com vários concursos onde os candidatos devem se apresentar e expressar seus sentimentos com atitude através das palavras. Adorei também o fato de o livro possuir trilha sonora, apesar de no final eu não aguentar mais ouvir Avett Brothers. A cada início de capítulo havia um trecho que alguma música deles e li o livro todo ouvindo todas elas. Também gostei muito da história da Eddie, a melhor amiga da Lake e do relacionamento de Lake com a mãe. Personagens fortes, com atitude e sem mi-mi-mi.
Estou com um pouco de medo de não gostar da continuação já que para mim o livro teve início, meio e fim, mas acredito que a Colleen não vai me decepcionar. Demorei bastante para me interessar por este livro por pensar ser um livro hot e, se por algum motivo você esteja querendo deixar essa dica de leitura de lado, lembre-se:

“Não é uma boa ideia”.



21 março 2017

Mostre sua estante e ganhe prêmios!



Olá compulsivos tudo bem? Essa aí é a minha estante linda que amo muito (está faltando livros ai), ela é bem eclética, tem Meg Cabot, Stephen King, Nora Roberts, distopia, fantasia, romance, auto-ajuda e muito mais. Gostaria muito de conhecer a estante de vocês e além disso vocês podem ganhar prêmios!
Mas Natália, como irá funcionar?

É muito fácil, é só preencher o formulário abaixo e aguardar meu contato. Irei postar as fotos em postagens especiais toda sexta-feira com enquetes no final, as duas fotos mais votadas de cada post irá ganhar um kit com 50 marcadores diversos. No início de setembro será feita o último post com as fotos mais votadas e a que ganhar receberá um kit especial com um livro da escolha do ganhador*.
E ai, animados? Ficarei esperando muitas fotos :)

*Livro de até R$30 com frete



20 março 2017

Novo blog parceiro: Eu, Bruno Cardoso



Olá compulsivos tudo bem? Hoje tenho o prazer de apresentar o mais novo blog parceiro do Compulsão Literária, é o "Eu, Bruno Cardoso" do meu amigo e parceiro de eventos Bruno :)
O blog entrou no ar hoje e já começou bem, com um sorteio do livro ZumBeatles da Editora Galera Record e com posts incríveis, lá tem de postagens para todos os gostos, desde crônicas até dicas para autores.
Convido a todos a visitarem e conhecerem, pois, além do blog terá um canal no youtube e o primeiro vídeo irá ao ar na próxima segunda-feira, então fiquem ligados.

E uma dica, em breve faremos uma promoção maravilhosa em conjunto, então se preparem!

Desejo muito sucesso ao blog e ao canal e sei que nossa parceria será muito duradoura.

Abraços e até uma próxima :*

11 agosto 2016

Resenha: Noah foge de casa


Autor : John Boyne
Editora: Companhia das letras
194 Páginas

Qualificação: 



SINOPSE
Noah tem oito anos e acha que a maneira mais fácil de lidar com seus problemas é não pensar neles. Quando se vê cara a cara com uma situação muito maior do que ele próprio, o menino simplesmente foge de casa, aventurando-se sozinho pela floresta desconhecida.
Logo, Noah chega a uma loja mágica de brinquedos, com um dono bastante peculiar. Ele tem uma história para contar, uma história cheia de aventuras que termina com uma promessa quebrada, uma história que vai levar o fabricante de brinquedos a pensar sobre o seu passado e Noah a pensar sobre aquilo que deixou para trás.

Em seu primeiro livro juvenil desde o best-seller O menino do pijama listrado, o escritor irlandês John Boyne cria um mundo que mistura contos de fadas com os problemas mais cotidianos de um garoto comum. Esta fábula leve e inteligente prende os leitores presos até o final com dois grandes mistérios: por que Noah fugiu de casa e quem é o fabricante de brinquedos?



RESENHA

Eu não acredito que esse autor possa escrever um livro sequer que não seja magnífico, então é claro que eu AMEI esse também. O livro é narrado tanto em primeira quanto em terceira pessoa e conta a história de um menino de 8 anos que, por um triste motivo, resolve fugir de casa. No início tive dificuldade para apreciar a leitura, pois começa meio fantasioso quando animais e portas começam a falar.

Noah Barleywater foge sem levar nada por não querer ser intitulado como ladrão e rouba 3 maçãs as quais deixa cair e acaba se tornando procurado. Ao chegar à terceira cidade, ele se depara com uma curiosa árvore que prende sua atenção. Atrás dela ele avista uma loja de brinquedos e resolve entrar. A loja é cheia de títeres, mas nenhum está à venda, assim informa o velho dono da loja, que o alimenta e conta estórias de sua infância que nos levam a refletir sobre coisas importantes, como cumprir uma promessa, valorizar a família e a consequência de nossas ações.
O velhinho fala a respeito de seu pai e de quando decidiram se mudar para a floresta, de quando iniciou os estudos em uma nova escola, os conflitos com os colegas, a descoberta de que era um excelente corredor e, até, a sua transformação em um atleta olímpico. Em vários momentos o velho o questiona a respeito de não sentir saudades de ninguém e Noah parece realmente não sentir, mas o motivo por detrás de sua fuga é algo que Noah resiste em comentar. Até que toda a história do velho é contada e ele se identifica com a mesma.
É um livro que abrange a todos os públicos, com um ar triste e enredo envolvente que leva o leitor a refletir valores acima citados. A identidade do velho foi algo que me surpreendeu por não ter cogitado em momento algum e o final foi bastante satisfatório.

"Os pais podem ter quantos amigos tiverem, podem até ter um burro e um salsicha para visitá-los, mas nada substitui os filhos por perto." Pág. 119

imagem-logo
Desenvolvimento por
imagem-logo